Milho

Milho

Nomes populares: abati, avati ( Brasil), milho,milho – grosso ( Portugal), maiz, choclo ( Espanha),mais ( Francês), corn,maize ( Inglês)

Nome científico: Zea mays L.

Família: Poaceae

História:

O milho é cultivado há mais de 8 000 anos pelos índios da América do Norte e do México. O nome original do milho é indígena caribenha que significa “sustento da vida”. Foi a alimentação básica de muitas civilizações ao longo dos séculos, Olmecas, Maias, Astecas e Incas, reverenciavam este cereal na arte e na religião. Grande parte das actividades diárias era ligada ao seu cultivo. Um artigo da revista Nature referencia, o milho foi cultivado na América há mais de 4.000 anos. Os índios americanos plantavam este cereal com um sistema complexo que variava a espécie plantada de acordo com o seu uso. Esse método foi substituído por plantações de uma única espécie. No século XVI e com o início do processo de colonização da América, o milho propagou-se para outras partes do Mundo. Hoje é ainda cultivado em todos os continentes. O plantio do milho de forma ancestral continua a ser praticado nas regiões pouco desenvolvidas na América do Sul. No final de 1950 o milho perdeu espaço na mesa brasileira em campanha em favor do trigo. Actualmente o consumo do milho não se compara a países como México e regiões do Caribe.

Aplicações:

Os grãos moídos do milho servem para a nossa alimentação, no fabrico do pão, nas papas, broas e em produtos dietéticos. O gérmen do grão de milho e o seu óleo são bons no combate do mau colesterol (LDL). As barbas servem para depuração do sangue e nas seguintes doenças: albuminas, cistite (doença de bexiga que afecta sobretudo as mulheres), diabetes, colesterol, gota, reumatismo, doenças do coração, rins e pele. Usam-se 30 g para 1l de água, deixa-se ferver 10 minutos e outro tanto para a infusão. Bebem-se 3 copos por dia, fora das refeições. O xarope usa-se da seguinte forma: ferver dois a três punhados de grãos de milho em 2l de água boa até, reduzir a metade do volume, deixa-se arrefecer, espreme-se o líquido em pano de linho, junta-se-lhe 700 g de açúcar e ferve-se em lume brando, até tomar consistência de xarope. Bebe-se às colheres de soberano em todas as doenças de garganta como rouquidão, catarros etc. Para animais, o milho é um bom alimento fortificante e saudável, em fabrico, grão partido e inteiro, como também as folhas grandes. Até as carnes dos porcos engordados a milho é muito melhor e mais saudável e o mesmo sucede com os frangos de criação, se lhe derem milho partido. Actualmente o milho está a ser substituído por farinhas duvidosas. As folhas que envolviam a maçaroca serviam , durante séculos , para encher os colchões das camas mais pobres. As famílias com 10 a 12 filhos aplicavam este método acessível e saudável em vez de comprar lã que era muito cara. Mas muitos pais sacrificavam-se para compra a lã para os encher. Porque os quartos eram usados pelos filhos e como eles de vez em quando se tinha movimentar nas camas, se fossem com camisas de milho, como lhes chamavam, faziam muito barulho e acordavam os filhos. Com os de lã não se dava esse caso e estavam mais á vontade.

Partes Utilizadas:

Estigmas (Barbas de milho), sementes, folhas grandes, e as pequenas ( brácteas) que envolvem as maçarocas

Propriedades medicinais:

Emoliente, protector, diurético, depurativo

Referência:

SALGUERIO, José  – Ervas,Usos e Saberes : Plantas Medicinais no Alentejo e outros  Produtos Naturais. 1ªedição,Lisboa:Marca,2004

Retirado de:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Milho#Hist.C3.B3ria

http://www.cantoverde.org/150plantas/organizacao.htm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: